sexta-feira, 31 de julho de 2015

Livra-te de mim!



Livra-te de mim.
Te amei a ponto de não mentir.
Não farei a fina,
Não farei a cama.
Não serei doce
Não te darei mole.
Não serei adulta
Não te darei certezas
Chorarei quantas vezes tiver vontade,
Trocarei teu mal humor por livros,
Sairei à noite, 
Comerei gordices,
Cederei a impulsos, 
Terei novos amigos, 
Tatuarei meu corpo,
Viajarei pelo mundo uma vez por ano,
Serei exatamente isso que não se compreende.
Para teu bem, livra-te de mim.
E a menos que queiras
Uma elegância honesta,
Sexo na madrugada, 
Pizza no café da manhã
Por do sol depois de um dia de trabalho, 
Bilhetes de amor escondidos no bolso, 
Ressacas memoráveis, 
Poemas imperceptíveis, 
Fotos impublicáveis,
Supresas indeléveis, 
Enfim,
Livra-te de mim.


sábado, 11 de julho de 2015

Turmalina

Negro céu no teu olhar

Em teus encantos abismo
Vigio, porque chega a noite
Fria e luzidia
E meu único caminho
Segue a ser, labirinto
Já que tua luz me aquece
Ilumina
Seduz 
E queima...
Prenúncio de temporais
Torrentes
Angústias, 
Ainda assim
Prazer na devoçao.
Crente que sou
Que viver sem medida 
É morrer de amor!!

("Psicografada" de G.Fauré)

Liga-me do Alasca



Clarão de neve branca
Tão lânguida, tão santa...
Ursos polares
Rotas estelares
Eu a vagar...
Vasta independência, 
Ausente população
És assim, e somos:
Dias inteiros, solares
Noites frias, intermináveis
Tempos que se distanciam
Climas, rimas
Fogo que queima, lento
Faca feita de vento!
Corta-me toda, tu.

(nunca estive no Alasca)


quarta-feira, 8 de julho de 2015

Quebra

Gosto de gente quebrada,
Desconstruída
Mal-amada
Rescussitada.
Gente que se reinventou
assumiu riscos
se fodeu
se machucou
Gosto de gente imperfeita
Cicatrizada
Destemperada
Improvisada
Amassada
Gosto de gente decepcionada
Angustiada
Viciada
Depravada
Gosto de quem a vida já pisou
Maltratou
Magoou
Castigou 
Aprecio outras versões dos fatos
Outros verbos
Outras definições
Das mesmas conspirações.
Gosto de quem se parece comigo em tudo isso.

domingo, 5 de julho de 2015

Ambições

Vontade de ser quem sou, 
Vontade de ser ninguém que fui
Ninguém e a partir de hoje, alguém.
Alguém que saibas quem é
Ninguém que tenhas conhecido antes
Vontade de ser inédita, 
imperfeita e inacabada.
Qualquer coisa relacionada com a ausência de tempo e espaço.
Que tempo? Que espaço? 
Ahhh, sei muito sobre atividades delirantes
Alterações significativas da memória 
Desses instantes fugazes que me roubam de quem fui.
Vontade de nascer hoje
Como nasce uma vida já vivida?
Alguém, quem?
Eu. E não eu.
Um sopro de coragem em ser
Ser sem precisar estar.
Existir infinitamente noutro peito.
Ambições de pertencer à teu mundo
Sem deixar de pertencer ao mundo inteiro 
Difícil dizer de outro modo a não ser em pensamento
- porque, não o medo, a certeza em ambições de ser.
De súbito, episódios inteiros que não acontecem senão dentro,
em existências tão perfeitas!
Insano achar que não são reais
Tudo o que invento é mais real que eu.